domingo, 9 de março de 2008

Maldições


Vita não gostava de bate-boca, preferia as maldições. Dizia que o bate-boca era obra de "diabo fraco", capenga e caolho. Preferia os diabos fortes,luminosos, absurdamente asquerosos, mas diabos dignos de uma boa batalha. Não perdia o seu tempo com os aspirantes a diabice. E se algum, porventura ou desgraça, surgisse na soleira da sua porta, o enxotava com a vassoura,lançando uma duzia de maldições: "Vá de reto pra esquina pois nem o Canhoto te quis!" Depois, defumava a casa, ligava o rádio e ouvia o noticiário. Em meio a tantas notícias de patifarias, fraudes, engodos, mesquinharias, soberba, e todas essas coisicas que os homens realizam tão bem, ela constatava que o infeliz tinha achado por fim o seu bando.

Um comentário:

haragorm disse...

Adorei, bacana essa coisa de maldiçao da maneira q ela dizia.
Apoiada rsrs

bjus.
Garuda

Chet

Chet

Home Sweet Home

Home Sweet Home
Que buraco é esse que me faz comer a geladeira?

Livros & Livrarias

Livros & Livrarias
Livrarias são janelas. Livros olham o mundo.Livrarias libertam. Livros revolucionam.

Senhoras do Santíssimo Feminino

Senhoras do Santíssimo Feminino
O poder sagrado Delas.

A Pergunta de Lacan

A Pergunta de Lacan
O mistério do gozo das mulheres

Afrodite & Panelas

Afrodite & Panelas
E no princípio era a GULA...

A Casa

A Casa
O mundo olha pelas nossas janelas...

Um Lance de Dados

Um Lance de Dados
Jamais abolirá o acaso

O Caldeirão

O Caldeirão
Ele não está no final do arco-íris

Armário e Gavetas

Armário e Gavetas
O que será que eles revelam?

Minha Cozinha

Minha Cozinha
Onde tudo começou.

Meus Segredos

Meus Segredos
Laços e refogados culinários

Nossas Luas

Nossas Luas
E são treze...

Seduções & Devaneios

Seduções & Devaneios
Eu o escreveria mil vezes!

Guadalupe, a Santíssima Mestiça

Guadalupe, a Santíssima Mestiça
Como amei descrevê-la!

Amor e Cozinha

Amor e Cozinha
Foi uma delícia escrevê-lo!