sexta-feira, 7 de março de 2008

Freud, Barro e Jardins


Vita se foi sem me dar a receita do impermeabilizante da alma. Esqueceu de me avisar que, como as paredes, a alma também é vulnerável às infiltrações. "Alma descuidada é como casa velha: cria goteiras e mofo!", afirmava vaidosa do seu sistema impermeabilizante. Descobrira-o ainda na infância, enquanto brincava com o barro do jardim num dia em que os adultos velavam um defunto. Chorou por osmose, mas por não saber as leis da química, preferiu acreditar que pegara um vírus. "Tristeza é que nem gripe e sarampo: pega se você chega muito perto." , dizia ao final de qualquer sentença. Freud, se a escutasse, talvez vislumbrasse uma provável histeria, mas o que os ouvidos não escutam, a mente não codifica. E como não a escutou, a histeria escorreu pelo ralo e Vita seguiu colocando o encanamento em ordem.
Dava gosto a ordem! A fechadura do coração nunca travava, os canos da paixão não entupiam, as telhas da segurança suportavam qualquer tempestade, as torneiras da vaidade não gastavam a carrapeta, as descargas dos amargores nunca perdiam a pressão. A ordem era tanta que da noite pro dia Vita não precisou mais dos artifícios das expressões. Deixou de rir e chorar. Virou estátua. Mas não era um bloco de pedra sem alma. Tinha tanta alma que atingiu o em si. Mas isso é coisa da filosofia e Vita não entendia a fala dos filósofos. Freud se a visse talvez vislumbrasse uma provável catatonia, mas desta vez provavelmente erraria, afinal ele não entendia nada de barro e jardins.

6 comentários:

Liz Christine disse...

tenho lido teu blog quase todos os dias!

Isabella disse...

Inspirador!!
Muito bacana o seu blog.
Beijos de LUZ...

clra disse...

yeahhh!
é totalmente fascinante!!!

sempre
sempre =)

clra disse...

ahh! ass.: amanda nóvoa! rs

Erika, disse...

que delícia de blog, márcia!
vou linkar lá no meu!
beijos

Ludmilla disse...

Márcia, como deve imaginar sou sua leitora e me identifico muito com sua maneira de ver a vida. Também sou meio bicho solto...e adoro me sentir parte dessa vibração gostosa que é a natureza. Confesso que um pouco me encontrando na vida. Às vezes com pressa, às vezes aceitando o meu ritmo. E de todo jeito amando viver!
Beijos e continue disseminando essa energia positiva!

Chet

Chet

Home Sweet Home

Home Sweet Home
Que buraco é esse que me faz comer a geladeira?

Livros & Livrarias

Livros & Livrarias
Livrarias são janelas. Livros olham o mundo.Livrarias libertam. Livros revolucionam.

Senhoras do Santíssimo Feminino

Senhoras do Santíssimo Feminino
O poder sagrado Delas.

A Pergunta de Lacan

A Pergunta de Lacan
O mistério do gozo das mulheres

Afrodite & Panelas

Afrodite & Panelas
E no princípio era a GULA...

A Casa

A Casa
O mundo olha pelas nossas janelas...

Um Lance de Dados

Um Lance de Dados
Jamais abolirá o acaso

O Caldeirão

O Caldeirão
Ele não está no final do arco-íris

Armário e Gavetas

Armário e Gavetas
O que será que eles revelam?

Minha Cozinha

Minha Cozinha
Onde tudo começou.

Meus Segredos

Meus Segredos
Laços e refogados culinários

Nossas Luas

Nossas Luas
E são treze...

Seduções & Devaneios

Seduções & Devaneios
Eu o escreveria mil vezes!

Guadalupe, a Santíssima Mestiça

Guadalupe, a Santíssima Mestiça
Como amei descrevê-la!

Amor e Cozinha

Amor e Cozinha
Foi uma delícia escrevê-lo!