sábado, 19 de abril de 2008

Spell

Preciso subir ao sótão
procurar o meu caldeirão,
desenferrujar as agulhas
e colher sangue de dragão.
Preciso do trapo de uma saia
e algumas bagas de faia.
Preciso parar o tempo
secar o mar.
Colher tremoços em Portugal
.



+





+












Este poema foi escrito para uma grande amiga, Maria Teresa Horta, uma escritora maravilhosa e poderosa feiticeira. Quem ainda não leu "Novas Cartas Portuguesas" não sabe o que está perdendo...


E para dar água na boca, eis um poema (e a foto) de Maria Teresa:

Poema Sobre a Recusa

Como é possível perder-te
sem nunca te ter achado
nem na polpa dos meus dedos
sem ter formado o afago
sem termos sido a cidade
nem termos rasgado pedras
sem descobrirmos a cor
nem o interior da erva
Como é possível perder-te
sem nunca te ter achado
minha raiva de ternura
meu ódio de conhecer-te
minha alegria profunda






















Um comentário:

betina moraes disse...

...Márcia...

fiquei sem internet desde o dia 10 de abril e senti uma pena enorme por não poder vir ler seus escritos..

eu li "novas cartas portuguesas" e realmente é de grande sensibilidade e delicada esfera a poesia guardada no livro!

um beijo,

Chet

Chet

Home Sweet Home

Home Sweet Home
Que buraco é esse que me faz comer a geladeira?

Livros & Livrarias

Livros & Livrarias
Livrarias são janelas. Livros olham o mundo.Livrarias libertam. Livros revolucionam.

Senhoras do Santíssimo Feminino

Senhoras do Santíssimo Feminino
O poder sagrado Delas.

A Pergunta de Lacan

A Pergunta de Lacan
O mistério do gozo das mulheres

Afrodite & Panelas

Afrodite & Panelas
E no princípio era a GULA...

A Casa

A Casa
O mundo olha pelas nossas janelas...

Um Lance de Dados

Um Lance de Dados
Jamais abolirá o acaso

O Caldeirão

O Caldeirão
Ele não está no final do arco-íris

Armário e Gavetas

Armário e Gavetas
O que será que eles revelam?

Minha Cozinha

Minha Cozinha
Onde tudo começou.

Meus Segredos

Meus Segredos
Laços e refogados culinários

Nossas Luas

Nossas Luas
E são treze...

Seduções & Devaneios

Seduções & Devaneios
Eu o escreveria mil vezes!

Guadalupe, a Santíssima Mestiça

Guadalupe, a Santíssima Mestiça
Como amei descrevê-la!

Amor e Cozinha

Amor e Cozinha
Foi uma delícia escrevê-lo!