terça-feira, 22 de abril de 2008

Saudades de Jorge Salomão




Pseudo blues
Jorge Salomão



Dentro de cada um


Tem mais mistérios do que pensa o outro


Uma louca paixão avassala a alma o mais que pode


O certo é incerto,


o incerto é uma estrada reta


De vez em quando acerto,


depois tropeço no meio da linha


Tem essa mágica


O dia nasce todo dia


Resta uma dúvida


O sol só vem de vez em quando


O certo é incerto,


o incerto é uma estrada reta


De vez em quando acerto


Depois tropeço no meio da linha
Cadê você, meu amigo? Estou com saudades.

Um comentário:

Ana Maria disse...

gosto muito desse poema.

também não sei dele.

beijos
ana

Chet

Chet

Home Sweet Home

Home Sweet Home
Que buraco é esse que me faz comer a geladeira?

Livros & Livrarias

Livros & Livrarias
Livrarias são janelas. Livros olham o mundo.Livrarias libertam. Livros revolucionam.

Senhoras do Santíssimo Feminino

Senhoras do Santíssimo Feminino
O poder sagrado Delas.

A Pergunta de Lacan

A Pergunta de Lacan
O mistério do gozo das mulheres

Afrodite & Panelas

Afrodite & Panelas
E no princípio era a GULA...

A Casa

A Casa
O mundo olha pelas nossas janelas...

Um Lance de Dados

Um Lance de Dados
Jamais abolirá o acaso

O Caldeirão

O Caldeirão
Ele não está no final do arco-íris

Armário e Gavetas

Armário e Gavetas
O que será que eles revelam?

Minha Cozinha

Minha Cozinha
Onde tudo começou.

Meus Segredos

Meus Segredos
Laços e refogados culinários

Nossas Luas

Nossas Luas
E são treze...

Seduções & Devaneios

Seduções & Devaneios
Eu o escreveria mil vezes!

Guadalupe, a Santíssima Mestiça

Guadalupe, a Santíssima Mestiça
Como amei descrevê-la!

Amor e Cozinha

Amor e Cozinha
Foi uma delícia escrevê-lo!